A divisão administrativa

País do Sul de África, oficialmente designado por República de Angola. Situado na costa ocidental, na transição entre a África Central e a África Austral, possui uma área de 1 246 700 km2. Faz fronteira com a República Democrática do Congo, a norte e a leste; a Zâmbia, a leste, e a Namíbia, a sul; a oeste, o país é banhado pelo oceano Atlântico. O enclave de Cabinda faz fronteira com a República do Congo, a norte, e a República Democrática do Congo, a leste e a sul, sendo banhado pelo oceano Atlântico, a oeste. A maior cidade é Luanda, a capital, com 2 783 000 habitantes (2004), seguida do Huambo (173 600 hab.), de Benguela (134 500 hab.) e do Lobito (134 400 hab.) (2004). A morfologia do solo caracteriza-se pela existência de planícies costeiras, às quais se seguem as montanhas intermédias e os planaltos interiores. Os principais rios são o Kwanza, Zaire e o Congo.


Mapa Timor

Clima

Dados a extensão e o relevo do território, Angola apresenta muitas variantes climáticas. Na faixa costeira e de norte para sul o clima é sucessivamente equatorial em Cabinda, tropical húmido, tropical seco e desértico quente no Namibe. Nas regiões planálticas do centro do país, o clima tropical é moderado pelo efeito da altitude, pelo que as temperaturas são mais amenas.

Mais de 40% do território está revestido por floresta, mais densa no Noroeste, e, especialmente no enclave de Cabinda, existem também as savanas e as estepes. Menos de 10% da área total do país é arável.


Mapa Timor





Economia

A economia angolana foi bastante afectada pela guerra civil que durou quase trinta anos. Todavia, o país apresenta boas taxas de crescimento apoiadas principalmente pelas exportações de matérias-primas. As principais fontes de receita do país provêm da exploração do petróleo e dos diamantes. Outros recursos minerais significativos são o ferro, o manganésio, o cobre e os fosfatos. O potencial hidroeléctrico está entre os maiores da África. As principais produções agrícolas são a mandioca, a cana-de-açúcar, as bananas, a batata-doce, o café, o amendoim, o feijão e o sorgo. Os principais parceiros comerciais de Angola são os Estados Unidos da América, Portugal, o Brasil, a França e o Japão

Indicador ambiental: o valor das emissões de dióxido de carbono, per capita (toneladas métricas, 1999), é de 0,8.

População

A população de Angola é de 10 766 471 habitantes (2003), que corresponde a uma densidade de 8 hab./km2. A taxa de natalidade é de 45,57%o e a taxa de mortalidade é de 25,38%o. A esperança média de vida atinge apenas 36,96 anos, um dos valores mais baixos do mundo. O valor do Índice do Desenvolvimento Humano (IDH) é de 0,377 (2001) (IDG sem dados). Estima-se que em 2025 a população de Angola seja de 17 405 000 habitantes.

A principal etnia é a Ovimbundo, que constitui cerca de 2/5 da população total do país e que fala umbundo. A Mbundo, a que corresponde 1/4 da população total, fala quimbundo. Outros grandes grupos étnicos são o Kongo, o Luimbé, o Humbé, o Nyaneka, o Tchokué, o Luéna, o Luchasi, o Lunda, o Nkhumbi e o Ngangela. A nível religioso, predominam o catolicismo, o protestantismo e as religiões tribais. A maior parte das pessoas fala bantu, mas muitas outras línguas e dialectos indígenas são também falados. A língua oficial é o português.

bandeiraangola.pngLocalização geográfica: Costa ocidental de África. 
Área: 1 246 700 km2
População: 24 300 000 habitantes (2014)
Capital: Luanda
Outras cidades importantes: Huambo, Benguela e Lobito
Data de independência: 11 de Novembro de 1975
Regime político: República multipartidária
Unidade monetária: Kwanza
Língua oficial: Português
Natural ou habitante:
Angolano, angolar ou angolense